Fale Conosco
  • phone
    (51) 3751-0400
  • location_on

    Rua Júlio de Castilhos, nº 983, salas 3 e 4 Centro - Encantado - Rio Grande do Sul

Deixe sua Mensagem

    Controle estatístico de qualidade para Indústria – Como fazer?

    controle-estatistico-de-qualidade-para-industria-como-fazer - Controle estatístico de qualidade para Indústria – Como fazer?

    Veja como aplicar o Controle Estatístico de Qualidade para sua Indústria

    Saiba como o controle estatístico de qualidade ajuda a detectar informações inconsistentes na sua indústria, de forma preventiva, através de um diagnóstico eficaz.

    No artigo de hoje, vamos falar a respeito do controle estatístico de qualidade e da sua relevante importância na apuração de inconstâncias de processos, para que, de forma eficaz, possam haver as devidas correções que irão beneficiar – em muito – a sua indústria.

    Há um tempo, a ferramenta de controle estatístico de qualidade atuava apenas de modo a detectar falhas, sem a devida preocupação em entender quais as razões que levavam isso acontecer e, também, sem a adoção de medidas preventivas.

    Em suma, detectar problemas somente, não traz efetivas resoluções ao mesmo, que, para isso, necessita de outras medidas em conjunto, para que todo o processo passe a funcionar adequadamente.

    Muito importante salientar que, antes, as técnicas de amostragem eram presentes no processo, porém, com o tempo, os gestores de indústria perceberam que o custo era muito alto e levava-se muito tempo para utilizá-las.

    Com isso, foi necessário perceber que o controle estatístico de qualidade precisava evoluir – e iremos falar sobre essa evolução no próximo tópico.

    Controle estatístico de processos

    Visando a melhoria na resolução de falhas, o controle estatístico de processos veio para suprir as lacunas, já citadas anteriormente, do controle estatístico de qualidade.

    Dessa forma, com relação aos processos, ele visa:

    • Monitoração;
    • Verificação – saber se está tudo de acordo com as normas;
    • Estabilização – foco em melhorias e também em manter a qualidade.

    Então, só para recapitular, você consegue entender o salto que foi dado do controle estatístico de qualidade para o de produção?

    A ideia de apuração da qualidade, por si só, não resolvia os problemas, que passaram a ser resolvidos com estratégias bastante eficazes.

    As sete ferramentas da qualidade

    É sempre bom falar em princípios fundamentais, até mesmo para que a sua indústria possa estar alinhada de forma a verificar se os principais elementos da qualidade estão, efetivamente, sendo colocados em prática.

    Então, para saber se tudo está ocorrendo da maneira correta, é bom que o gestor esteja atento a estas sete ferramentas, que são:

    • Histograma;
    • Diagrama de pareto;
    • Diagrama de Ishikawa;
    • Carta de controle;
    • Fluxograma de processos;
    • Diagrama da dispersão;
    • Folha de verificação.

    Com isso, vamos falar de forma bem objetiva sobre cada um deles.

    Histograma

    Trata-se de um modelo gráfico que ajuda a verificar a frequência de dados, com foco na identificação de certa amostra.

    Diagrama de pareto

    Análise de causa e efeito, também através de gráficos.

    Ajuda muito a identificar problemas que costumam causar prejuízos às indústrias.

    Diagrama de Ishikawa

    Estudo mais aprofundado a respeito das causas de determinado problema, proporcionando uma análise detalhada sobre o que interferiu para que o resultado não fosse positivo.

    Carta de controle

    Acompanha, através de gráficos, o desenrolar dos processos, assim como todas as suas variações.

    Fluxograma de processos

    Trata-se de uma descrição efetiva das etapas de um processo, basicamente como uma representação gráfica de toda a evolução, passo a passo.

    Diagrama de dispersão

    Busca a identificação de determinadas variáveis, para saber se elas são correlatas.

    Basicamente, é saber se há algum sentido entre causa e efeito.

    Folha de verificação

    E, por fim, a folha de verificação atua como um checklist, que verifica se todo o passo a passo (etapas) foi efetivamente realizado.

    Contabilidade para indústria

    Com tantas técnicas advindas do controle estatístico de qualidade, é fato que não sobra muito tempo para pensar a respeito da contabilidade da sua indústria.

    Por isso é muito importante alertar-se para que, em paralelo a todas as atividades do seu setor, você também priorize as questões contábeis da sua indústria para garantir um crescimento adequado e profissional do seu negócio.

    Fonte: Quero Montar Uma Empresa

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

      Comentários

      0 0 vote
      Article Rating
      Subscribe
      Notify of
      guest
      0 Comentários
      Inline Feedbacks
      View all comments